Número de brasileiros que levam mais de 30 minutos para chegar ao trabalho aumentou

A manchete é previsível. Basta observar o dia-a-dia de uma cidade média brasileira para notar que as pessoas gastam mais tempo em deslocamento de casa para o trabalho do que fazendo coisas que realmente gostam. Uma pesquisa divulgada essa semana pelo IBGE apenas comprova a situação: a quantidade de brasileiros que levam mais de meia hora pra chegar ao trabalho aumentou e as mulheres são as que mais sofrem.

Em 2001, menos de 28% delas gastavam mais de meia hora no deslocamento para o trabalho. Em 2011, já eram mais de 32%. Entre os homens, o aumento foi menor, mas 35% perdem mais de trinta minutos no trânsito. Uma possível explicação, segundo o IBGE, é que o número de mulheres que sustentam a casa também aumentou. Elas ganham menos do que os homens e muitas moram longe das regiões centrais.

Trabalhadores das grandes cidades levam, em média, 1,4 hora para se deslocar de casa ao trabalho. (Foto: Agência RPCI)

Na reportagem do Jornal Nacional do último sábado (01), a empregada doméstica Ana Cristina Oliveira afirma que leva cinco horas, todos os dias, para ir e voltar do trabalho. É mais tempo do que ela dedica ao filho e à neta de seis meses. “Tem dia que eu chego e eles estão dormindo. Aí, eu saio, eles estão dormindo. Cresce e você nem vê”, conta.

Com os congestionamentos, além de perder tempo, as pessoas estão perdendo saúde e produtividade. Também na reportagem do JN, o diretor da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, Dirceu Rodrigues Alves, explica que dores musculares e estresse são consequências do trânsito. “Você já vai chegar ao trabalho muito desgastado, a tua produtividade vai ser baixa em função disso”, explica. Clique aqui para assistir a reportagem do Jornal Nacional na íntegra.