A importância do transporte integrado

Jacobsen. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

O especialista em benchmarking da Associação Latino-Americana de Sistemas Integrados e BRT – SIBRT, André Jacobsen, destacou a importância do transporte integrado durante o evento PAC Mobilidade Urbana: como construir projetos sustentáveis. Segundo o especialista, a integração é um dos pontos fundamentais para atrair usuários para o transporte público.

Jacobsen destacou os principais aspectos que devem ser considerados em projetos de transporte público, com o intuito de oferecer sistemas de alta qualidade para todos, que sejam mais atrativos que o transporte individual. A integração dos serviços de modos de transporte, a construção de redes de corredores prioritários para o transporte, o desenvolvimento urbano e inclusão social foram alguns tópicos destacados pelo especialista, que apresentou exemplos de sucesso de diversas cidades latino-americanas em soluções de mobilidade.

O especialista enfatizou também que as tarifas elevadas e baixas velocidades do transporte público em comparação com o transporte individual, tornam o transporte coletivo pouco atraente para os usuários. “É preciso suprir a necessidade de deslocamento das pessoas, tornando o transporte público mais atraente frente ao individual, com um serviço integrado e de alta qualidade de ‘porta-a-porta’”, enfatizou o especialista.

Jacobsen durante apresentação. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

A integração dos sistemas de transporte urbano, segundo o especialista, é uma das maneiras de aumentar o número de usuários do transporte público, resultando na diminuição de engarrafamentos e melhoria na qualidade de vida das pessoas. A integração do transporte não motorizado (ciclistas e pedestres) ao transporte coletivo é uma oportunidade que está sendo explorada por diversas cidades com sistemas BRTs da América Latina. Para isso, os projetos de mobilidade devem levar em conta a criação de ciclovias, estacionamentos para bicicletas e espaços urbanos atraentes. Além disso, para Jacobsen, os projetos devem estar focados na qualidade, reestruturação urbana e nas necessidades das pessoas.

Segundo André Jacobsen, a iniciativa do Governo Federal, com a criação da Política Nacional de Mobilidade Urbana e o PAC para Mobilidade Urbana, é de fundamental importância para o desenvolvimento de projetos de qualidade. “Essa iniciativa serve de exemplo para os países latino-americanos, pois traça as diretrizes para um desenvolvimento sustentável das cidades, destacando a importância dos sistemas integrados de transporte necessários para uma mudança de paradigma na mobilidade urbano, que cada vez mais deixa de ser focada em veículos e passa a ser pensada para as pessoas”, concluiu.

Além disso, Jacobsen enfatizou a importância de se aprender com a experiência de outras cidades. “Curitiba é um exemplo internacional de planejamento urbano com uma política de uso do solo integrada. Precisamos seguir os bons exemplos para desenvolver cidades mais sustentáveis, em que as pessoas não dependam de automóveis e motocicletas.”, explicou.

André Jacobsen é engenheiro civil, com Mestrado em Transporte pela UFRGS. Por oito anos foi consultor em planejamento de transporte, engenharia de tráfego e sistemas de informações geográficas. Especialista em benchmarking da Associação Latino Americana de Sistemas Integrados e BRT – SIBRT – é responsável pelo trabalho de benchmarking com 19 das principais agencias de transporte público da América Latina. Seu moto é o de SIBRT: impulsionar um transporte público de alta qualidade para todos.