RS: População aponta transporte público como prioridade para reduzir acidentes

Só no último final de semana, pelo menos 21 pessoas perderam a vida no trânsito do Rio Grande do Sul (RS). A média de 10 mortes por dia é mais uma triste prova de que os gaúchos precisam agir em defesa da vida, através de decisões do Governo e da vontade popular. Para isso, está em aberto uma consulta pública para definir as prioridades que o Estado deve ter para frear o número de acidentes fatais nas ruas e estradas.

A consulta, que está no ar há duas semanas, está sendo feita através do Gabinete Digital e apresenta 32 ações planejadas pelo Plano Estadual de Combate à Violência no Trânsito, além de outras sugestões enviadas pelos próprios internautas. No final do processo, o Comitê Estadual de Mobilização pela Segurança no Trânsito analisará as respostas priorizadas pela população afim de completar e executar o Plano.

Foto: Douglas Cardoso

Prioridades

Conforme a sistemática da votação, as pessoas escolhem entre duas opções de resposta à grande questão: “Como governo e sociedade podem, juntos, promover a paz no trânsito?”. A ferramenta permite que a mesma ideia seja votada mais de uma vez porque não é o número de votos que determina a posição da contribuição. A cada comparação, a contribuição vencedora ganha pontos em relação a outra, numa escala de pontuação  que varia de 0 a 100.

Até o momento, ações que contemplam campanhas de educação no trânsito e investimento em transporte público vêm tendo destaque na lista com o resultado parcial de prioridades para o Plano. Abaixo, confira as cinco medidas mais bem colocadas até a tarde desta terça-feira (23):

 

 

Ainda dá tempo de ajudar a construir as prioridades para diminuirmos as mortes nas estradas gaúchas. Clique aqui e participe da Consulta Pública!

 

Fonte: Gabinete Digital RS