Inicia inspeção de segurança viária no BRT Transoeste

Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil

Nesta terça-feira (04/09), uma equipe especializada da EMBARQ (produtora do TheCityFix) realizou a primeira saída a campo para dar início à inspeção de segurança viária no BRT Transoeste, no Rio de Janeiro. Os 18 técnicos – vindos de diversos países e coordenados pelo consultor dinamarquês Carsten Wass – foram divididos em três grupos. As equipes percorreram trajetos diferentes ao longo do corredor carioca, que liga a Barra da Tijuca à Santa Cruz, para registrar os problemas de segurança encontrados. O coordenador de Transportes da SMTR, Marcos Tognozzi, e o assistente, Fernando Gonzalez, acompanharam parte da equipe.

Um dos grupos é responsável por mapear os erros do Terminal Alvorada até a estação Salvador Allende; outra equipe, no trecho da estação Salvador Allende até a Curral Falso, e o terceiro grupo faz a análise da Curral Falso até Santa Cruz.

Usuários cometem imprudências que colocam vida em risco. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

As primeiras impressões dos especialistas foram claras. Apesar do mau comportamento de muitos usuários, que se arriscam ao pular o gradil para acessar a estação do BRT ao invés de utilizar a faixa de segurança, alguns trechos não oferecem mesmo opção para os pedestres. “O Transoeste é uma obra incrível, que está integrando uma parte da cidade. Mas percebemos que o sistema precisa de pequenas correções, especialmente mais focadas para as pessoas”, explica Claudia Adriazola, diretora do Programa de Saúde e Segurança Viária da EMBARQ. Além disso, estruturas padrões das próprias estações facilitam o mau comportamento de alguns usuários, como na foto abaixo:

Brenda Medeiros, da EMBARQ Brasil, mostra como acesso incorreto é facilitado. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Algumas estações visitadas ainda estão em processo de construção, ou seja, fora de operação, mas assim mesmo podem oferecer risco para as pessoas. “É importante pensar na segurança viária também durante a implementação do sistema. [Vimos locais onde] não há espaço para ninguém atravessar e as pessoas se arriscam pulando tábuas e atravessando pela própria obra, o que aumenta o risco, claro”, explica Carsten Wass.

Pessoas atravessam em meio as obras do BRT. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Outro problema constatado pelos especialistas passa pela educação no trânsito. Durante todo período da inspeção foram presenciados diversos casos de motoristas imprudentes, que furavam o sinal vermelho com displicência e em alta velocidade, até mesmo em frente a escolas. “Se nós não estivermos aqui ninguém respeita o sinal, nem pedestres nem motoristas. Além disso, existem áreas de cruzamento que não têm sequer semáforo, e ocorre acidente a toda hora”, diz Gustavo, agente de trânsito da CET-Rio, que trabalha nas áreas próximas ao corredor.

Motorista passa no sinal vermelho em frente à escola. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

“Nos horários de pico isso aqui dá um nó, parece até São Paulo. Tem muito carro e ninguém respeita ninguém. Os motoristas do BRT também precisam de mais treinamento, pois muitos não reduzem a velocidade quando é necessário”, avalia Billi, professor e morador da região há mais de 40 anos.

Ao final deste primeiro dia, os grupos se reuniram para listar e discutir os principais problemas encontrados. As inspeções de segurança viária no BRT Transoeste seguem nesta quarta e quinta-feira.

Grupo analisa corredor Transoeste. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

O grupo de especialistas que realiza a inspeção de segurança viária no BRT Transoeste é formado por:

  • Aaron Minnick, EMBARQ
  • Ben Welle, EMBARQ
  • Binoy Mascarenhas, EMBARQ Índia
  • Brenda Medeiros, EMBARQ Brasil
  • Carsten Wass, Dinamarca
  • Claudia Adriazola, EMBARQ
  • Diego De La Jara, Perú
  • Doğan Şalva, EMBARQ Turkey
  • Felix Cabrera, Perú
  • Marco Priego, CTSEMBARQ México
  • Marta Obelheiro, EMBARQ Brasil
  • Nicolae Duduta, EMBARQ
  • Nikhil Chaudhary, EMBARQ Índia
  • Paula Santos, EMBARQ Brasil
  • Renato Diaz Galdos, Perú
  • Saul Alveano, CTSEMBARQ México
  • Sybil Settlemyre, Peru-EMBARQ Andino