‘Meu Lixo, Meu Transporte’: trocando recicláveis por crédito de transporte público

Ideia está inscrita no Creative Sand Box, do Google. (Divulgação)

Motivado pelo descaso de muitos em relação ao próprio lixo e pelo alto preço do transporte público, o designer Willian Sertório teve uma grande ideia para diminuir os dois problemas de uma só vez. Sertório criou o projeto “Meu Lixo, Meu Transporte”, o qual propõe a criação de bancos de coleta de material reciclável que oferecem créditos para o transporte público. Simples assim!

Em outras palavras, as pessoas levariam seu lixo reciclável até o ponto de coleta mais próximo e, em troca, receberiam créditos para serem usados nos ônibus, trens e metrôs da cidade. Para viabilizar a ação, o sistema indicaria os postos de coleta no Google Maps e seria desenvolvido um aplicativo para Android que informaria quanto material reciclável é necessário juntar para realizar a sua rota habitual.

Sertório teve a ideia ainda na época da faculdade.

Dessa forma, o meio ambiente e a população ganhariam duplamente, já que teríamos menos lixos nas ruas e mais pessoas utilizando o transporte coletivo, ou seja, menos emissões de gases poluentes.

A ideia do designer surgiu ainda nos tempos em que Sertório estudava cinema e a grana era contada. Agora, o projeto concorre a um prêmio de 35 mil reais, através do Creative Sand Box – plataforma de incentivo à inovação do Google. Além de patrocinar, a empresa vai disponibilizar uma equipe para ajudar na concretização da proposta vencedora.

Clique aqui e saiba mais sobre o “Meu Lixo, Meu Transporte”.

Confira também a interessante entrevista que Willian Sertório deu à Revista Galileu, explicando detalhes do projeto e seu ponto de vista sobre a viabilidade e a importância de ideias simples e efetivas como esta.