Print Friendly, PDF & Email
Os ciclistas deveriam usar máscaras de poluição?

Pessoas que pedalam estão expostas à poluição nas metrópoles. (Foto: Letizia Airoldi)

Por Simon Robinson*

Uma das poucas diferenças que eu notei quando me mudei para São Paulo foi que não vi nenhum ciclista usando máscara de poluição para se proteger da fumaça do trânsito. Eu sempre usava uma quando pedalava em Londres, então, decidi fazer uma breve pesquisa antes de escrever este artigo.

Poluição do ar em São Paulo. (Foto: Simon Robinson)

Os ciclistas estão mais expostos ao risco de poluição dos motores a diesel. Há mais chance de as partículas desses motores serem inaladas até os pulmões do que de as partículas maiores reduzirem a quantidade de oxigênio que o sangue pode carregar e, assim, reduzir a função pulmonar. Um amigo me enviou a fotografia abaixo de dois filtros de uma máscara: um novo e um que já tinha sido utilizado. Como você pode ver, eles concentram muita sujeira.

Filtro usado mostra quantidade de poluição que ciclista poderia inalar.

Nem todos os ciclistas utilizam a máscara no Reino Unido, e perguntei a alguns amigos que pedalam o que eles pensam sobre o assunto. Eles apontaram uma série de motivos para não utilizá-las por acreditar que o ar de suas cidades não é poluído ou porque se sentem desconfortáveis. Ainda, alguns ciclistas disseram não acreditar na eficiência da máscara, então decidi ir atrás para tentar responder esta dúvida.

Dos ciclistas que usam as máscaras, muitos garantiram que a produzida pela Respro é a melhor. Sua tecnologia foi originalmente desenvolvida para uso militar, e suas máscaras são projetadas para filtrar dois tipos de poluição: i) gases e vapores e ii) partículas como poeira de estrada, emissões de diesel, etc.

Se você ainda não viu uma máscara de poluição de perto, ela conta com dois componentes principais: filtros e válvulas. O filtro precisa ser capaz de filtrar a poluição ao mesmo tempo que permite que a pessoa realize seu exercício físico sem dificuldade, por isso as válvulas agregadas podem aumentar a eficiência da máscara.

Máscara com filtro e válvulas.

Nem sempre podemos confiar em uma pesquisa feita por uma empresa que está usando esse estudo para vender seus produtos. Encontrei, então, um estudo científico que aponta que os melhores filtros não são aqueles projetados para ciclistas, mas sim os vendidos pela 3M para uso na indústria de construção. O estudo concluiu que esse tipo de máscara pode ajudar a reduzir os riscos dos efeitos da poluição sobre a pressão arterial e variabilidade da frequência cardíaca.

Então é isso. Para reduzir a poluição dos automóveis e a quantidade de tráfego aqui em São Paulo, e claro de muitas outras cidades, precisamos ter mais pessoas pedalando. Mas precisamos garantir a saúde bem como a segurança dos ciclistas e, para isso deve-se incentivar as pessoas a se protegerem da poluição causada pelos automóveis.

Agora gostaria de saber a opinião dos ciclistas brasileiros sobre isso. Eu jamais gostaria de falar para os outros o que eles devem fazer, mas sinto que seria interessante iniciar uma conversa sobre o assunto. Dê sua opinião!

* Ciclista, morador de São Paulo e editor do www.transitionconsciousness.org.

Print Friendly, PDF & Email