Organizações se unem por mais segurança no trânsito

Saul Billingsley, da FIA Foundation, e Holger Dalkmann, da EMBARQ. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Esta tarde (17), a “Safer Roads @ Rio+20” reuniu 17 diretores de organizações ligadas ao transporte sustentável, que assumiram compromisso voluntário com a ONU, para encontrar formas conjuntas de trabalho. A reunião de Implementação de Compromissos Voluntários em Transporte Sustentável ocorreu em um dos pontos reservados para a Rio+20 na cidade do Rio de Janeiro, no Parque dos Atletas, dentro do pavilhão da União Europeia.

Mark Major, do DG de Meio Ambiente da Comissão Europeia, foi o anfitrião ao lado do mediador Cornie Huizenga, joint convener da SloCaT. O diretor da EMBARQ, Holger Dalkmann, representou a organização e pontuou as metas do compromisso firmado pelos próximos cinco anos, o qual vai impactar positivamente mais de 200 cidades em países em desenvolvimento como Índia, China e Brasil.

Holger Dalkmann, diretor da EMBARQ. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

“6% da população brasileira vive em favelas hoje. É um grande desafio integrar e melhorar a mobilidade para as pessoas que vivem nestes locais, não só aqui como em toda América Latina. Estamos trabalhando para isso”, declara Dalkmann.

Os especialistas ressaltaram a importância de se investir em transporte ambientalmente inteligente para fortalecer a economia e integrar a cidade. “Quase nada pode ser feito sem transporte. O setor move boa parte da economia por si só. Por isso não haverá inclusão social sem boa mobilidade”, diz Tyrrell Duncan, diretor da divisão de transportes do Asian Development Bank. “A mobilidade é uma ponte para a educação e a integração. Por isso é importante haver instituições como estas que trabalham por uma mudança de paradigma”, declara Andre Dzikus, gerente do UN-HABITAT.

Bicicleta é aliada

A cultura da bicicleta, quando bem difundida, também pode fazer a diferença e ajudar a salvar vidas no trânsito. “É comprovado: nos locais onde as políticas pró-bicicleta são maiores, há aumento na segurança viária”, garante Roelof Wittink, da Dutch Cycling Embassy.

Grupo de especialistas reunido após apresentações. (Foto: Mariana Gil / EMBARQ Brasil)

Entre os palestrantes estavam ainda especialistas como Saul Billingsley, da FIA Foundation e Road Safety Fund; Michael Reploge, do ITDP; Philip Turner, doUITP; Alex Veitch, da UIC; Manfred Breithaup, da Giz;

Após colocarem os trabalhos lado a lado os palestrantes trocaram ideias para unificar projetos que, afinal, compartilham o mesmo propósito: salvar vidas. “É muito importante este espaço para pegarmos projetos individuais, de cada organização, leva-los para a megaescala, impactando milhões de vidas”, afirma Alex Veitch. “Tivemos apresentações muito importantes e ricas aqui. Minha sugestão desde agora é haver uma nova etapa após a Rio+20 para dar seguimento ao trabalho que começamos aqui”, complementa o mediador Cornie Huizenga.

Leia mais sobre a Década de Ação pela Segurança no Trânsito da ONU.