São Paulo adere a sistema de aluguel de bicicletas

Com o patrocínio do Itaú, o Bike Sampa vai disponibilizar bicicletas para o uso público, como já existe no Rio (Foto: Daniel Neto)

Por Paulo Finatto Jr.

Como forma de combater os congestionamentos, São Paulo possui agora aluguel de bicicletas públicas, o Bike Sampa. O sistema é muito parecido com o projeto implementado, ano passado, no Rio de Janeiro, tendo inclusive os mesmos parceiros – Serttel e Banco Itaú. Com o intuito de promover a mobilidade urbana e a qualidade de vida dos paulistanos, o Bike Sampa estreou, nesta quinta-feira (24), com dez estações na região de Vila Mariana, zona sul da capital paulista, próximo ao parque Ibirapuera. No total, já são 100 magrelas à disposição, número que deve chegar a mil até o final do ano.

A expectativa é que o serviço seja ampliado para mais 300 estações, com o total de 3 mil bicicletas, até 2014. Todas as estações serão conectadas a uma central de operações via wireless e têm abastecimento por energia solar. Para utilizar o sistema e poder retirar uma bicicleta, o usuário precisa primeiro se cadastrar no site do Bike Sampa. A ideia do serviço é bastante simples: a bike pode ser pega para o uso durante o dia a partir das 6h e entregue até as 22h em qualquer uma das estações, não necessariamente na que foi retirada.

Para usufruir livremente do sistema do Bike Sampa é necessário contribuir com R$ 10 mensais. Já viagens de até 30 minutos são gratuitas, desde que espaçadas por intervalos de pelo menos 15 minutos. Já os passeios maiores são tarifados à parte, em R$ 5 por cada hora excedente. Fonte: Terra/Diário do Grande ABC