Experiência BRT, dia 5: as primeiras surpresas

Por Cíntia Freitas

Logo na chegada, fomos brindados com um passeio turístico pela cidade, cheio de explicações e informações fornecidas pelo Diretor de Pesquisa e Prática da EMBARQ, Dario Hidalgo – um bogotano de coração. Os jornalistas não paravam de fazer perguntas sobre economia, sociedade e infraestrutura do país e da cidade – além, é claro, de muitas dúvidas sobre o TransMilenio. Todas elas respondidas com clareza e muitos exemplos por Hidalgo. Uma das informações que mais surpreendeu foi a expectativa de até o fim de 2012, o TransMilenio carregar mais de 2 milhões passageiros por dia. Atualmente, diversas obras estão em execução na cidade, a fim de ampliar o sistema.

O grupo fez um passeio pelo centro histórico de Bogotá, que lembrou a muitos as cidades e bairros coloniais do interior de Minas Gerais. Ainda na mesma noite, visitaram também o “Eje Ambiental” (Eixo Ambiental), uma via arborizada, onde só é permitida a circulação de pedestres e de ônibus do TransMilenio. Impressionou a frequência em que eles passavam pela estação Las Aguas e se dirigiam ao Eje Ambiental: um ônibus a cada minuto. “Existe demanda para tantos ônibus?” perguntou a jornalista Christina Nascimento, do jornal O Dia. E a resposta é: sim, a demanda é muito alta, principalmente em horários de pico e nas regiões mais centrais da cidade.

Para tornar o passeio ainda mais especial, o céu de Bogotá nos presenteou com esta incrível visão da Superlua – vista do bairro de La Candelaria – uma surpresa que encantou a todos.

Superlua em Bogotá, ainda mais próxima quando vista da altitude de 2640 metros (Foto: Richard Katz)

Quer saber mais sobre o sistema que foi inspirado em Curitiba e revolucionou o transporte na capital colombiana? Confira mais descobertas do TCFB em Bogotá amanhã.