Experiência BRT, dia 3: Metrobús também gerou mudanças na mídia

Subeditor do Milenio, Hector Zamarrón, trocou ideias com o grupo de jornalistas do Rio. (Foto: Mariana Gil)

Na visita ao CTS EMBARQ México nessa manhã, o subeditor do Milenio, Hector Zamarrón, estava presente e aproveitou para falar sobre as mudanças que também a mídia sofreu antes e após a vinda do BRT para a Cidade do México, situação que a imprensa carioca vive hoje. Zamarrón lembra que há poucos anos era difícil abrir o jornal e ver uma notícia especial sobre bicicletas ou BRT e, atualmente, já são pautas comuns nos grandes veículos. A preocupação com a mobilidade aumentou no setor político e social, por isso, o jornalismo acompanhou esse movimento e passou a se qualificar para poder suprir a necessidade da sociedade.

“No início, cerca de 10 anos atrás, tivemos que entender e transformar pautas para nos aproximarmos de assuntos como mobilidade, qualidade do ar, bicicletas, etc. Assim, apoiamo-nos em exemplos internacionais viajando e conhecendo Bogotá, com o TransMilenio e as ciclovias. Tive a oportunidade de entrevistar Enrique Peñalosa e outros atores importantes na área e estreitamos relacionamento com instituições como o CTS EMBARQ Mexico e ITDP. O resultado é que hoje temos jornalistas especializados em transporte nos meios de comunicação”, explica Zamarrón.