Experiência BRT, dia 1: acesso exclusivo para mulheres no Metrobús

Placas no interior do ônibus sinalizam espaço exclusivo. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Nesse 1º dia, o grupo da Experiência BRT – Missão de Imprensa está conhecendo as características do Metrobús. Começamos a exploração pela linha 3, na Estação Hidalgo, e terminamos no grande terminal Indios Verdes,  da linha 1, um dos mais importantes e movimentados de todo sistema. Algo que nos chamou atenção logo de cara foram os espaços e acessos exclusivos para mulheres, crianças e idosos na maioria das estações e dentro de cada ônibus.

Crianças também têm zona preferencial dentro dos ônibus do Metrobús. (Foto:Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

A funcionária pública e moradora da Cidade do México, Diana Mont’Serrat (24) toma a linha 3 todo dia, percorrendo os 8 km de casa para o trabalho em uma média de 10 minutos. Para ela, o acesso exclusivo para mulheres, além de facilitar a mobilidade para esse grupo, foi uma saída para os casos de abuso que ocorriam dentro dos ônibus registrados por muitas mexicanas. “Essa separação é muito importante porque antes havia problemas e alguns homens se aproveitavam da situação. Claro que não são todos, é uma minoria, mas que infelizmente todos pagam. Foi uma solução”, acredita.

Com o Metrobús. Diana não demora mais de 10 minutos para percorrer os 8 km de casa até o trabalho. (Foto: Mariana Gil/EMBARQ Brasil)

Logo mais, vamos mostrar outras curiosidades e características do sistema BRT da Cidade do México! Acompanhe!