BRTs estão mudando a realidade do Rio, afirma Dilma

Presidente esteve presente nas obras do Transcarioca. (Foto: Divulgação)

“Os BRTs vão mudar a vida das pessoas”. A declaração foi feita ontem (21) pela presidente Dilma Rousseff em visita às obras do Transcarioca – primeiro corredor de alta capacidade da cidade, na zona norte do Rio. Satisfeita com o andamento das obras, Dilma fez questão de ressaltar que os BRTs (Bus Rapid Transit) estão mudando a vida dos cariocas. “Nós não estamos fazendo só uma obra de transporte. Nós estamos mudando a realidade do Rio de Janeiro no que se refere à convivência das pessoas”, afirma a presidente.

Na ocasião, a presidente, o governador Sérgio Cabral e o prefeito Eduardo Paes anunciaram financiamento do governo federal em duas obras na cidade com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC da Mobilidade Urbana), no valor de R$ 1,63 bilhão. Uma delas é o Transbrasil, corredor expresso de BRT, ligando o subúrbio de Deodoro, na zona norte, ao Aeroporto Santos Dumont, orçado em R$ 1,3 bilhão. Outra é o VLT (veículo leve sobre trilhos), cujo custo atinge R$ 1,1 bilhão. A participação do governo federal na Transbrasil somará R$ 1,129 bilhão e, no projeto do VLT, R$ 500 milhões, com contrapartida da prefeitura de R$ 171 milhões. No caso do VLT, o restante será viabilizado por meio de parceria público privada.

“Essa obra do Transcarioca é a mais importante de todos os BRTs e vai transformar a realidade da cidade. Ela mexe com o trânsito e o transporte de várias regiões do Rio, sobretudo do subúrbio carioca que, nos últimos tempos, ficou muito abandonado e degradado. Agora, com essa obra, com o Bairro Maravilha, com o Parque Madureira e todas as intervenções que a prefeitura tem feito, o que teremos aqui é quase uma redenção”, exaltou Paes.

Ao final da visita, Dilma ressaltou a importância de se investir no transporte urbano e disse que a parceria entre os três níveis do Executivo (federal, estaduais e municipais) é a receita para que se fazer as obras necessárias que mudarão a realidade das cidades brasileiras. Além de transformar a vida de milhões de pessoas, as obras devem suprir as demandas de mobilidade na ocasião de grande eventos que acontecerão no Rio a partir desse ano, como a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, Rio+20, em junho; a Copa do Mundo, em 2014; e as Olimpíadas, em 2016.

Fontes: Agência Brasil e Prefeitura do Rio

  • Elma

    QUE REALIDADE DO RIO ESTÁ DE MUDANÇAS?PARA ONDE?QUE PROGRESSO É ESSE?ESTÁ PREPARANDO A SOCIEDADE PARA ENTRA NO PAÍS JÁ SÉCULO XXII.OPA!SERÁ QUE CHEGAREMOS LÁ?