Prêmio de Transporte Sustentável 2012

 

A cerimônia do Prêmio de Transporte Sustentável 2012 acontecerá dia 24 de janeiro, durante o 91º encontro anual do Transportation Research Board em Washington D.C. O concurso premia cidades com projetos que promovam o transporte sustentável e melhorem a vida da população, como sistemas de transporte coletivo, ciclovias e políticas de desestímulo ao uso do carro. Na edição de 2012, os finalistas são Buenos Aires, Cidade do Cabo, Medellín e São Francisco.

Conheça aqui um pouco de cada finalista:

 

Buenos Aires, Argentina

Em 2011, o Plano de Mobilidade Sustentável de Buenos Aires priorizou o transporte público, a mobilidade saudável, o trânsito organizado e a segurança viária, melhorando assim a qualidade de vida dos seus cidadãos.

A capital argentina implementou com sucesso dois projetos-chave para contribuir com o transporte sustentável: o primeiro BRT (Metrobus) e o primeiro sistema de compartilhamento de bicicletas (Mejor em Bici) do país. O Metrobus, inaugurado em maio de 2011 é o primeiro sistema de Bus Rapid Transit da cidade e do país. O sistema opera 24h/dia, 365 dias/semana, com uma freqüência de dois minutos durante a hora-pico e de dois a quatro minutos fora da hora-pico. Durante a noite, o serviço é de 10 a 15 minutos. O sistema já mostra resultados de redução nos tempos de viagem e aumento do número de passageiros.

Buenos Aires investiu também na implementação de uma rede de ciclofaixas na área central da cidade, conectando pontos-chave de transporte, prédios comerciais e universidades. Para garantir a segurança dos ciclistas, a cidade criou também ciclovias protegidas do tráfego de carros e medidas para redução de velocidade nos cruzamentos. Estacionamentos de bicicleta foram espalhados pelas ruas de Buenos Aires e próximo aos prédios públicos. Para completar, a capital inaugurou em dezembro de 2010 um sistema de bikesharing, com 72 bicicletas disponíveis para empréstimo e 3 estações. Só nos primeiros 20 dias, houve uma média de 110 viagens por dia e 850 usuários. Em outubro de 2011, o sistema aumentou para 700 bicicletas, 20 estações, 2500 viagens diárias e 25 mil usuários.

 

Cidade do Cabo, África do Sul

Em 2011, a Cidade do Cabo inaugurou seu primeiro corridor BRT, totalmente integrado com a rede cicloviária. É o primeiro passo para melhorar a inclusão social e a acessibilidade através do transporte. O planejamento de BRT está na agenda pública desde 2002, quando a Província tentou implementar o sistema em Klipfontein, mas que, por divergências políticas, não teve sucesso.

Além dos 16km de corredores exclusivos para BRT em uma área onde não havia investimento em transportes de massa, a cidade implementou a mais longa ciclovia da África: 16km de ciclovias protegidas, paralela ao corredor de BRT. O tempo de viagem na cidade reduziu cerca de 50% – no BRT, para ir de uma ponta à outra leva por volta de 35 minutos, o que antes levava entre 1h e uma hora e meia.

 

Medellín, Colômbia

As soluções implementadas em Medellín não estão resolvendo somente os problemas da cidade, mas da região inteira. Além dos projetos já existentes na cidade – teleféricos, metrôs, entre outros – os projetos desenvolvidos em 2011 e que trouxeram a cidade à nomeação estão listados abaixo:

  • Melhoria dos espaços públicos: quantidade e qualidade dos espaços públicos foi melhorada, por meio de melhorias de conexão de pedestres, parques ambientais, passeios urbanos. Todas as melhorias fazem parte do Projeto Integral Urbano da cidade.
  • Programa de bicicletas públicas – EnCicla: Um sistema público de compartilhamento de bicicletas, que iniciou integrando as universidades com os transportes coletivos, além de outros destinos-chave da cidade.
  • BRT – Metroplús: O desenvolvimento e a inauguração de um projeto de BRT completamente integrado (na tarifa e fisicamente) com os outros transportes coletivos preexistentes (metrô e teleféricos).
  • Semáforos e faixas de pedestre: melhoria das áreas onde a travessia não era adequada e onde a acessibilidade universal era necessária.
  • Sistema Inteligente de Mobilidade (SIMM) – O Sistema Inteligente de Tecnologia visa aprimorar a mobilidade para os usuários melhorando a segurança viária, incluindo a utilização de câmeras de segurança, radares e sistemas de controle de velocidade.
  • Programa de compartilhamento de carros – Comparte tu carro: Até o momento, 171 instituições já participam do projeto.
  • Desenvolvimento Web 2.0: Através das redes sociais e do site, as instituições relacionadas à mobilidade podem compartilhar informações e dar feedback aos usuários.
  • Controle das emissões dos veículos e melhoria das quantidades de enxofre.

 

São Francisco, Estados Unidos

São Francisco está se tornando modelo de como ter sucesso no trabalho com empresas e grupos comunitários para inserir e melhorar as políticas de transporte sustentável que geram um impacto imediato. O governo da cidade trabalhou nas duas maiores iniciativas de transporte sustentável dos últimos anos, que tem chamado a atenção local e do mundo todo.

Primeiro a cidade trabalhou com as empresas locais e os grupos comunitários para implantar o ‘SFPark’, uma iniciativa inteligente para gerenciar os estacionamentos em bairros comerciais. Em segundo lugar, o inovador Programa ‘Pavimentos para Parques’ criou novas praças e ‘parklets’ (plataformas que substituem os espaços de estacionamento), recuperando o espaço das pessoas nas ruas. O projeto foi realizado em parceria com empresas e outros grupos comunitários da cidade.

Os ‘parklets’ chamaram a atenção do mundo, instigando outras cidades a implantar seus próprios sistemas, de Nova York a Vancouver. Ao perceber esse sucesso, São Francisco começou a melhorar e ampliar sua rede de ciclovias, para atrair ciclistas de todas as idades. A cidade tem uma ambiciosa meta de que, até 2020, 20% de todas as viagens sejam feitas por bicicleta.

***

Os candidates foram escolhidos por um Comitê que inclui os especialistas mais respeitados e organizações trabalhando internacionalmente pelo transporte sustentável, incluindo a EMBARQ. Os membros do Comitê são:

Institute for Transportation and Development Policy (ITDP)
Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH
Transportation Research Board
United Nations Centre for Regional Development
Transport Research Laboratory
Clean Air Initiative for Asian Cities
Clean Air Initiative for Latin America

 

Edições Anteriores – Vencedores

2011: Guangzhou, China
2010: Ahmedabad, Índia
2009: Nova York, Estados Unidos
2008: Paris, França & Londres, Inglaterra
2007: Guayaquil, Equador
2006: Seul, Coréia do Sul
2005: Bogotá, Colômbia