SP: Flash mob chama atenção para falta de investimentos em mobilidade

Cansados da má qualidade e falta de opções sustentáveis de transporte em São Paulo, representantes do Coletivo pelo Dia Mundial Sem Carro e GT Mobilidade realizaram um flash mob no metrô para reivindicar mudanças. O grupo chama a atenção para a negligência do prefeito Gilberto Kassab e do Secretário dos Transportes, Marcelo Branco, em apresentar um plano efetivo para a melhoria da mobilidade na maior cidade da América Latina.

Apoiados pelo Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor), os participantes da ação fizeram mais um apelo direto pela liberação de R$ 15 milhões  aprovados pela Câmara dos Vereadores no orçamento 2011 para realização do Plano de Mobilidade de São Paulo. Com menos de dois meses para o final do ano, os líderes políticos ainda não se manifestaram sobre como esse recurso está sendo investido, mesmo com o Ministério Público tendo pressionado a prefeitura.

Não é a primeira vez que o grupo se reúne para reivindicar mais ciclovias, corredores de ônibus e facilidades para o transporte não-motorizado. Em setembro, houve uma grande passeata na Avenida Paulista, promovida pelos mesmos grupos civis, que chamava atenção para o descaso com a mobilidade.

Também o Idec já havia cobrado uma postura da prefeitura em relação ao Plano de Mobilidade em carta enviada ao prefeito Gilberto Kassab, em maio de 2011, por conta da realização da C40 (Encontro Internacional sobre Mudanças Climáticas que reúne o Grupo de Lideranças das Grandes Cidades em Clima).

No documento, o instituto questionou se a capital possui algum projeto municipal de transportes sustentáveis, além de contestar quais medidas concretas estão sendo tomadas no sentido de criar uma infraestrutura adequada para ampliação da segurança de pedestres e ciclistas, melhoria do transporte público e desestímulo ao uso individual do automóvel.

Mais informações sobre o Plano de Mobilidade de São Paulo, aqui.