Rio de Janeiro inaugura aluguel de bicicletas

Prefeito Eduardo Paes participou do lançamento do BikeRio nessa sexta-feira (Foto: Exame)

 

O Rio de Janeiro deu hoje um grande passo na estrada do transporte sustentável. Em parceria com a empresa concessionária Serttel e o Banco Itaú, a capital inaugura hoje (28) o programa Bike Rio, um sistema de bikesharing. Com 11 estações já instaladas no bairro de Copacabana, o programa permite o aluguel de bicicletas por até 60 minutos ininterruptos.

“Hoje é um dia muito importante para a cidade. Esse projeto tem uma relação direta com o esforço da prefeitura de reduzir a emissão de gases do efeito estufa. Hoje temos dois grandes vilões. (…) o maior deles  – o transporte. Com esta iniciativa ajudamos não só a aumentar ainda mais o charme desta cidade, como também melhoramos a questão da sustentabilidade e da mobilidade urbana. Outro esforço nosso tem sido aumentar a malha cicloviária, que vamos dobrar até o final do ano que vem, chegando a 300 km”, afirmou o prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes durante o lançamento do Bike Rio. Segundo o presidente da Serttel, Angelo Leite, “valorizar a bicicleta como meio de transporte sustentável é o principal objetivo do projeto Bike Rio, contribuindo, assim, para a redução dos engarrafamentos nas áreas centrais das cidades e para a integração com outros meios de transporte, como metrô e ônibus, facilitando a mobilidade urbana”.

O programa promete distribuir 600 bicicletas até dezembro. Ao todo, a cidade contará com 60 estações distribuídas estrategicamente em 14 bairros: Botafogo, Catete, Centro, Copacabana, Cosme Velho, Flamengo, Gávea, Humaitá, Ipanema, Jardim Botânico, Lagoa, Laranjeiras, Leblon e Urca. Alimentadas por energia solar, as estações tem um sistema reforçado de segurança, a fim de dificultar os furtos.

As bicicletas estão disponíveis todos os dias, das 6h às 22h.Para participar do programa, o usuário precisa se cadastrar no site e adquirir um passe Samba, e então escolher entre dois tipos de cobrança: R$ 10 a mensalidade ou R$ 5 a diária. Para usar as bicicletas é preciso respeitar algumas regras:  viagens de até 60 minutos são gratuitas e ilimitadas, desde que sejam realizadas com intervalo de pelo menos 15 minutos entre elas; viagens com duração de mais de 60 minutos serão tarifadas à parte, no valor de R$ 5,00 por cada 1 hora excedente.

O gerenciamento de todo o sistema de aluguel será através da Central de Controle Samba, que fica interligado 24 horas por dia às estações através de um sistema de comunicação wireless, via rede GSM e 3G. É nessa Central que é feito o controle e a redistribuição das bicicletas nas diferentes estações, além do atendimento aos usuários via celular e Call Center.