Hövding: o airbag para ciclistas

 

Uma versão deste post foi originalmente publicada por , no TheCityFix.com, em 09 de setembro de 2011.

O Hövding é um capacete invisível para ciclistas, que infla como um airbag em caso de acidente (nós já escrevemos sobre ele no post das “Melhores inovações tecnológicas de 2010”). Criado a partir de um projeto da tese de desenho industrial de Anna Haupt e Alstin Terese, o Hövding parece uma echarpe ao redor do pescoço dos ciclistas. Porém, dentro da gola há um airbag dobrado com um mecanismo de disparo controlado por sensores. Estes dispositivos detectam movimentos anormais do corpo do ciclista e, em seguida, enviam um sinal para o insuflador de gás ativar o airbag.

Os sensores só respondem a padrões de movimentos anormais, que a empresa descreve como os padrões de movimento de um ciclista em situação de colisão. “Em um acidente”, explica a empresa, “os movimentos de um ciclista são completamente diferentes dos observados no ciclismo normal. Por isso, o airbag só é acionado em acidentes.”

A fim de distinguir os padrões de movimento dos ciclistas, os criadores do Hövding passaram os últimos anos coletando dados sobre isto diariamente. Eles também estipularam todos os tipos conhecidos de acidentes de bicicleta e gravaram os movimentos do corpo correspondentes nestas situações. A empresa explica:

“Centenas de acidentes de bicicleta foram recriados, com o objetivo de estudar os padrões de movimento específico de ciclistas em acidentes e determinar com precisão quando os sensores devem acionar o airbag. Os acidentes foram re-estipulados com os pilotos dublês do Grupo Sueco de Dublagem e com manequins de teste no Instituto Nacional de Pesquisa em Estradas e Transporte da Suécia, VTI. Com o apoio de Ulf Björnstig, professor e cirurgião da Umeå University Hospital e especialista em lesões de crânio em ciclistas, nós construímos um banco de dados de todos os acidentes de bicicleta que acontecem. Cada tipo de acidente foi encenado para garantir que esta base de dados seja abrangente e represente com precisão o que realmente acontece.”

Embora os sensores sejam sensíveis o suficiente para detectar movimentos anormais do corpo, eles não interferem nas atividades diárias. Segundo a empresa, o Hövding não exige nenhuma restrição a movimentos do corpo, como algumas pessoas podem supor. Aqueles que estiverem usando o ‘acessório’ de segurança podem usá-lo sem problemas mesmo a pé, ao pegar objetos do chão, ou andando de bicicleta com seus cães.

“Além de estudar os acidentes, centenas de horas de análise em cima de situações normais do ciclismo também foram incorporadas em nosso banco de dados graças aos testes com os ciclistas utilizando o Hövding em situações do dia a dia”, explica a empresa. “Além do ciclismo atual, o conceito de ‘ciclismo normal’ também inclui todas as situações e movimentos que normalmente ocorrem antes e depois de um passeio de bicicleta, como subir e descer degraus, pegar as chaves que caíram, etc.”

Uma vez que os sensores acionam o airbag, a pressão do mecanismo abre a costura superior do colar, permitindo que um capacete em forma de capuz infle em torno de sua cabeça. Embora o colar seja à prova d’água, uma capa é necessária para protegê-lo do desgaste, suor e sujeira. A capa é anexada usando zíperes, sendo removível e lavável, e é o que torna o Hövding também um acessório fashion. Segundo a empresa, “A capa pode ser trocada por inúmeros modelos com diferentes desenhos, cores, padrões e tecidos, transformando o Hövding em um acessório da moda.”

O Hövding trabalhou em conjunto com o fabricante sueco de airbags, Alva Suécia, para garantir qualidade e proteção necessárias. Testes incluíram o desempenho do airbag a pressões de ar e de temperaturas diferentes, de formatos e diferentes tamanhos de cabeças, além de diferentes penteados e acessórios como chapéus e toucas. O Hövding também trabalhou com o IAC Group em Tidaholm pelo Instituto SP de Pesquisa Técnica da Suécia, em Borås, para testar se o airbag infla em torno da cabeça do ciclista e como otimizar a absorção de impacto do dispositivo.

O produto ainda está pendente de patentes e de certificação da CE. A CE verifica se o capacete está em conformidade com a exigência prevista na Diretiva da União Europeia para Equipamentos de Proteção Individual. Apenas produtos produzidos em massa podem ganhar a certificação da CE. O Hövding está antecipando a sua certificação, já que o processo de produção em larga escala já está em curso.

O produto está disponível para pré-venda somente em países europeus, com preço aproximado de $463,00 dólares.

Saiba mais sobre o produto aqui. Siga a empresa no Facebook.