Vagas de carros viram parques temporários em mais de 200 cidades no mundo

Ativistas relaxam no 'parque' construído em cima de uma vaga (Foto: SV Johnson)

Tem uma grama na minha vaga? Isso mesmo! Porque hoje é dia de Park(ing) Day, ação realizada todo 16 de setembro ao redor do mundo, quando cidadãos, artistas e ativistas se reúnem para transformar vagas de estacionamento dedicadas aos carros em espaços agradáveis para as pessoas. À primeira vista parece uma grande brincadeira, mas a manifestação acontece anualmente, desde 2005, e vem chamando a atenção dos líderes políticos para o grande problema de excesso de veículos nas cidades.

Pelo menos por um dia, as vagas são completamente ocupadas por gramas, bancos, árvores e pessoas que aproveitam o espaço como se fosse um verdadeiro parque, para conversar e relaxar. A ação, que acontece em mais de 200 cidades ao redor do mundo, é uma grande crítica à falta de espaços urbanos legais para o convívio social e ao grande número de estacionamento de carros. A iniciativa nasceu em San Francisco, EUA, por meio do escritório de arquitetura Rebar, que hoje disponibiliza no site oficial do Park(ing) Day informações completas sobre a manifestação e um mapa com todas as ações cadastradas ao redor do globo.

A ideia principal é provocar a reflexão e o debate sobre que cidades queremos para o nosso futuro – com espaço para os carros ou para as pessoas? Preocupadas com a questão, muitas metrópoles já começaram a adotar medidas que inibem o uso do carro em sua zonas centrais, com altas taxas de estacionamento público (como já comentamos aqui) e o bloqueio de ruas movimentadas, fenômeno conhecido como “evaporação do tráfego”.

No Brasil

Aqui no Brasil a manifestação será representada apenas na cidade do Rio de Janeiro. O Studio X, junto com um grupo de arquitetos e parceiros, ocupa uma vaga em frente à Praça Tiradentes, onde serão realizadas palestras ao ar livre e, no início da noite, será montado um lounge para confraternização.

Também a ONG Transporte Ativo, pelo quinto ano consecutivo, montará a Vaga Viva, na Rua Senador Dantas em frente à Travessa dos Poetas de Calçada. No local foram instalados grama sintética, cadeiras e plantas para quem quiser curtir o centro do Rio sem seu carro.

As duas ações estão sendo apoiadas pelo ITDP (Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento).

Artistas também criam outras formas de chamar a atenção para o problema (Foto: Steve Rhodes)