Programa recém-lançado aponta caminhos para criação de cidades sustentáveis no Brasil

Vitoria-Gasteiz, Espanha, foi nomeada a Capital Verde Europeia de 2012 e é um dos exemplos de boas práticas do Programa (Foto: Calafellvalo)

Uma boa ajuda nunca é demais, ainda mais quando o assunto é sério e afeta diretamente nossas vidas. Pensando nisso, a ONG Rede Nossa São Paulo lançou, na última sexta-feira (19), o Programa Cidades Sustentáveis, um guia que traz pontos-chave para desenvolver municípios de um jeito ambiental, econômica e socialmente mais responsável.

O objetivo é fornecer informações sobre as melhores práticas e os Indicadores de Sustentabilidade Urbana para os líderes políticos que assinarem a Carta Compromisso já nas próximas eleições em 2012, além de convocar a população em geral a se engajar pela causa. O Programa se baseia em 12 eixos fundamentais: governança, bens naturais, justiça social e cultura de paz, gestão local para sustentabilidade, planejamento e desenho urbano, cultura, educação e qualidade de vida, economia dinâmica, consumo responsável, melhor mobilidade e ação social para a saúde.

A partir destes temas há um conjunto de 100 indicadores básicos que servirão de inspiração para futuros projetos públicos preocupados com as pessoas e o meio ambiente. A plataforma foi baseada no pacto político com o desenvolvimento sustentável de Aalborg (Dinamarca), que já foi assinado por mais de 650 municípios, principalmente europeus. Entre os compromissos firmados contam a participação da comunidade local na tomada de decisões, a economia urbana preservando os recursos naturais, a equidade social, o ordenamento correto do território, a mobilidade urbana, o clima mundial, a conservação da biodiversidade, entre outros.

Para os gestores públicos que assinarem a Carta Compromisso, foi desenvolvido um relatório de prestação de contas padrão baseado nos indicadores, que num primeiro momento servem de referência.

Acesse aqui o documento completo com as diretrizes do Programa Cidades Sustentáveis e a Carta Compromisso que será assinada pelos políticos na íntegra. Mais informações sobre a iniciativa você encontra no site http://www.cidadessustentaveis.org.br/ .

Preocupação com a mobilidade

Um dos eixos centrais do documento é a questão da mobilidade urbana. O capítulo “Melhor mobilidade, menos tráfego” apresenta uma série de critérios para reestruturar esse ponto-chave na vida de qualquer cidade.

Os critérios de avaliação levam em conta desde a porcentagem de corredores exclusivos para os ônibus sobre o total de quilômetros de ruas da cidade, até o número de ciclovias e ações de prevenção a acidentes no trânsito.

Na mídia

Para dar ainda mais voz à causa das cidades sustentáveis, a Rede Nossa São Paulo, em parceria com a agência de publicidade DPZ, criou a campanha “Eu voto sustentável” – com foco nos eleitores e candidatos para as eleições municipais de 2012.

O atleta Raí Oliveira e a atriz Beatriz Segall ilustram, voluntariamente, a campanha, que pretende popularizar ainda mais a ideia para que nossas cidades fiquem mais alegres, confortáveis e saudáveis, sem agredir o meio ambiente.