Transporte sustentável também é diversão!

Participantes reunidos em praça de Portland, EUA, onde a jornada iniciou em 28 de julho (Foto: Divulgação)

O projeto Roll Over America está mostrando para o mundo que uma opção alternativa de mobilidade também pode ser divertida, além de tudo. Cerca de 50 pilotos de velomobiles estão atravessando os Estados Unidos, desde o dia 28 de julho, para difundir a causa do transporte sustentável de uma maneira alegre e saudável.

Utilizando seus triciclos velozes e multicoloridos, os participantes saíram de Portland, no extremo oeste, com destino a outra ponta do país, em Washington D.C., com previsão de chegada dia 26 deste mês. No total, os participantes, vindos de diferentes partes da Europa e EUA, vão percorrer 5.000 km em quatro semanas para mostrar que a opção “limpa” de mobilidade urbana é acessível e legal.

Trajeto da "caravana do transporte sustentável". Participantes estão atravessando o país pela causa.

Os pequenos veículos parecem brinquedos que chamam atenção por onde passam e já são bastante populares na Europa. Agora, os velomobiles vêm caindo no gosto dos norte-americanos, em mais uma ação para diluir a forte cultura do carro no país e abrir espaço para meios de transportes menos agressivos ao meio ambiente. Estes triciclos estilizados têm design aerodinâmico, no qual os pilotos ficam quase deitados para pedalar, e podem atingir uma velocidade de até 65 km/h. Pensando nisso, os organizadores da jornada escolheram trajetos que favoreciam a velocidade dos veículos e com menor fluxo de carros. Outros ciclistas, em bikes tradicionais, também estão acompanhando o grupo.

No site do projeto você pode acompanhar informações atualizadas sobre o percurso, mapa do trajeto, horários, e ainda fotos e vídeos das paradas. Também há um blog com os principais relatos dos participantes e as reações do público por onde passam.

Já imaginou uma caravana sustentável como essa no Brasil? Dê a sua ideia!

Ciclistas ficam quase deitados para pedalar os velomobiles (Foto: Divulgação)

Fonte: Oregon Live