Porto Alegre realiza reunião aberta sobre bicicleta

 

Ciclista descansa no Parcão de Porto Alegre (Foto: Sadi Junior)

O Plano Diretor Cicloviário de Porto Alegre existe desde 2009, mas os ciclistas gaúchos ainda percebem poucas mudanças. Passados dois anos, a cidade conta com apenas 8 km de ciclovias, que estão distantes da zona central. A falta de estrutura e sinalização colocam em risco as 17 mil pessoas que utilizam a bicicleta como principal meio de transporte todos os dias na capital gaúcha.

Para reivindicar o cumprimento das mudanças previstas na lei, os ciclistas se reúnem hoje com a EPTC (Empresa Pública de Transporte e Circulação), responsável direta pelas obras do Plano, em mais uma reunião aberta. O encontro acontece esta segunda-feira às 19 horas, no prédio da entidade (Rua João Neves Fontoura, n. 7). As presenças já confirmadas são o Diretor-presidente da EPTC, Vanderlei Cappellari, o Secretário de Coordenação Política e Governança Local, Cézar Busatto, e integrantes do grupo Massa Crítica. O prefeito José Fortunati também é esperado, mas ainda não há confirmação.

A reunião é aberta não apenas a ciclistas e políticos, mas à toda comunidade que acredita nos benefícios da bicicleta como um modal de transporte sustentável e numa cidade mais preocupada com as pessoas. Compareça!

Reunião aberta sobre bicicleta e o Plano Cicloviário
Quando: Hoje, 01 de agosto, segunda-feira
Onde: EPTC – Rua João Neves Fontoura, n. 7
Horário: 19h

Pautas previstas do encontro:

1) A implementação do Plano Diretor Cicloviário de 2009
– cumprimento das metas da administração Fogaça (metas = 80 km prontos até 2014)

2) Espaço para os ciclistas
– largura das ciclofaixas
– estacionamento x espaço para circular
– solicitar compensação pelos estacionamentos subterrâneos

3) Programas de educação para o trânsito
– utilização da verba prevista pelo Plano Cicloviário