Inglaterra lança sua primeira rodovia para carros elétricos

O Ministro de Transportes, Mike Penning, esteve presente na inauguração do primeiro posto de abastecimento (Foto: South Beds News Agency)

Desde a última quarta-feira, proprietários de veículos elétricos na Inglaterra poderão viajar para qualquer lugar do país sem o temor de pararem no meio do caminho por falta de energia. Uma parceria entre a empresa de energia renovável Ecotricity e a rede de lojas de conveniência Welcome Break está viabilizando a instalação de estações de recarga rápida para veículos elétricos em rodovias da Inglaterra. Até o momento, 12 postos de conveniência da Welcome Break receberam as estruturas de recarga, no entanto, a meta é equipar todas as lojas da rede no prazo de 18 meses.

Até agora a falta de estruturas de recargas entre cidades tem feito longas viagens em tais veículos algo impraticável. “As pessoas não estão comprando carros elétricos porque não estão seguras quanto à recarga de seus veículos, e as pessoas não estão provendo pontos de recarga porque não são muitas as pessoas que estão comprando carros elétricos”, afirma o fundador da Ecotricity, Dave Vince, em entrevista a BBC News.

Todos os pontos de recarga serão abastecidos com energia 100% renovável gerada em parques eólicos e solares da Ecotricity. Detalhe, tudo isso será disponibilizado de graça ao usuário mediante cadastramento prévio. As estações são equipadas com um dispositivo de recarga rápida e outro convencional. Ao optar pela recarga rápida, o motorista estará apto a seguir sua viagem em cerca de 20 minutos, enquanto que o dispositivo convencional exigiria a pernoite do motorista no local.

Adicional a esta rede nacional de recarga, o governo inglês incentiva a venda destes veículos através de subsídios. Motoristas podem receber isenções fiscais de até 5000 libras esterlinas na aquisição de carros elétricos ou híbridos.

O Ministro de Transportes, Mike Penning, presente na inauguração da rede, ressaltou o programa de incentivos do governo em entrevista a BBC. “Até o momento nos temos 2.000 carros elétricos nas estradas e 5 fabricantes, mas já temos um lista de espera gigante, e o governo está aqui para auxiliar os compradores”.