Calculadora online converte dados de emissões em informações do cotidiano

Carros e poluição nas Filipinas (Foto: Ta Duc)

Para você que já se perguntou o que significa a redução de 1 milhão de toneladas métricas de gás carbônico (CO2) em termos cotidianos aí vem uma boa dica. A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (EPA) acaba de lançar a versão atualizada da sua calculadora web de equivalentes de emissões de gases do efeito estufa (GEE). Mas o que faz essa calculadora afinal? Ela ajuda a entender o impacto prático ao se reduzir certo montante de toneladas de CO2 equivalentes, traduzindo essas reduções de GEE em termos como “equivalente a evitar as emissões de GEE de 130 mil carros anualmente”.

Esta ferramenta está disponível no site da EPA de forma bem amigável aos usuários e pode ser utilizada por qualquer pessoa. Importante notar que as conversões são geralmente baseadas em padrões internacionais ou americanos de uso e eficiência energética.

Se você não possui dados de emissões, não se preocupe. Também é possível utilizar os seguintes dados de entrada para a realização da conversão: galões de gasolina consumidos, kilowatt hora de eletricidade, automóveis por ano e termas de gás natural.

Caso você já saiba a quantidade de emissões evitadas é possível usar esses dados para alimentar a calculadora. A ferramenta aceita dados de emissão em termos de gás carbônico, gás carbônico equivalente, carbono, carbono equivalente, metano, óxido nitroso, gases hidrofluorcarbonos, gases de perfluorcarbono e hexafluoreto de enxofre.