Superbus: transporte coletivo com rapidez, conforto e emissão zero

Superbus (Foto: International Transport Forum)

Você já pensou como seria sair do trabalho e pegar um ônibus com conforto de um carro particular de luxo, que atinge a velocidade média de um trem bala e que, ainda por cima, não polui o ar que respiramos? Há pouco tempo era difícil de acreditar nisso, mas graças ao projeto Superbus – desenvolvido pela Delft University of Technology, na Holanda, sob coordenação do primeiro astronauta holandês, Wubbo Ockels – essa “fantasia” se tornou realidade.

O ônibus tem capacidade para transportar até 23 passageiros numa velocidade de 250km/h, dispõe de 8 portas de cada lado e um comprimento total de 15 metros. Ele é alimentado por meio de uma bateria de lítio, com autonomia para percorrer 210 km, evitando que gases poluentes sejam emitidos – bem diferente da maioria dos coletivos que circulam pelas ruas do mundo hoje, grandes responsáveis pela má qualidade do ar em muitas metrópoles.

Interior do Superbus (Foto: Divulgação)

Os materiais escolhidos para produção do ônibus de luxo são, basicamente, alumínio, fibra de carbono, fibra de vidro e policarbonato, o que ajudou a baixar o peso total do veículo para apenas 9.500 kg mesmo com sua ocupação máxima. Dentro do Superbus os passageiros contam com conforto de um carro particular altamente luxuoso e seguro, com sensores de segurança nas portas e cintos. Fica fácil entender tanta tecnologia ao saber que todo design e facilidades do veículo foram coordenados pela engenheira italiana Antonia Terzi, ex-chefe de aerodinâmica da BMW-Williams na Fórmula 1.

Além disso, o projeto prevê a instalação de televisores e acesso à internet dentro do veículo, mas ainda falta verba. Apenas para a produção do primeiro exemplar, apresentado à imprensa em setembro do ano passado, foram gastos cerca de R$ 25 milhões, bancados pelo governo holandês e empresas privadas como Dow e Saudi Basic Industries Corporation (Sabic).

Interesse árabe

Para baixar os custos, só produzindo o Superbus em grande escala, plano que pode ser concretizado em breve. O governo dos Emirados Árabes Unidos já mostrou interesse em colocar o transporte à disposição no trecho Dubai-Abu Dhabi. Com o ônibus sustentável de alta velocidade, o tempo de viagem de uma cidade a outra passaria de 1h10 para apenas 30 minutos, em média.

A previsão é de que o negócio seja fechado ainda em 2011, mas os desenvolvedores precisam de pelo menos mais 5 anos para entregar os veículos com segurança e condições totais de uso.

 

Fonte: The National